Efisica

Padrões de difração de Fresnel

 


Vamos agora analisar o caso de difração de Fresnel e para isto vamos considerar a Fig. 9.19, na qual as coordenadas da fonte e do observador são dadas respectivamente por: S: (0,0,-h1) e P: (0,0,-h2). Partindo da eq. (9.13) temos:

onde . Fazendo as aproximações

e temos

onde .

 

 

 

 

Fig. 9.19 - Geometria para a difração de Fresnel.

Também tomamos e assim obtemos:



onde a constante defronte a integral foi denominada C. Fazendo as substituições , e obtemos finalmente:

Façamos agora um breve parêntese para discutir as integrais acima, as quais são chamadas integrais de Fresnel:

onde C() e S() são dadas pela espiral de Cornu mostrada na Fig. 9.20. Quando:


Logo,


No caso que estamos estudando,


 

 

 

 

Fig. 9.20 - Espiral de Cornu.

 

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados