Efisica

Reflexão

1: A reflexão e a refração da luz

A reflexibilidade é a tendência dos raios de voltarem para o mesmo meio de onde vieram. A refração da luz é o fenomeno, no qual a luz passa de um meio para o outro. Pode os dois fenômenos ocorrem concomitantemente e haver predominância de um fenômeno sobre o outro.

2: As leis da reflexão

São: 1- O plano de incidência coincide com o plano de reflexão. 2- O ângulo de incidência é igual ao ângulo de reflexão.

3: Espelhos

Quando a superfície de separação entre dois meios permitir que a maior parte da luz seja refletida e essa reflexão for regular, dizemos que a superfície entre os dois meios se constitui num espelho.

4: Formação de imagens

O uso do espelho é possível como conseqüência da formação de uma imagem, por exemplo, através do espelho. O processo de formação da imagem tem a ver com a reflexão.

5: Imagem de um objeto puntiforme

Um objeto muito pequeno de dimensões desprezíveis pode ser representado como uma fonte de luz puntiforme.

6: Imagem de um objeto extenso

Consideremos a imagem de um objeto extenso na frente de um espelho plano. É fácil determinar a posição e a forma de um tal objeto. Basta lembrar que um objeto extenso é constituído de um grande número de pontos.

7: Imagens reais e virtuais

A imagem de um objeto diante de um espelho plano é uma imagem virtual. Imagens reais podem ser obtidas quando se usa espelho côncavo ou convexo.

8: Campo visual de um espelho plano

Um espelho tem um campo visual restrito para um dado observador. O campo visual é a região do espaço dentro do qual todos os objetos nela situados serão vistos.

9: Translações e rotações de um espelho plano

Quando fazemos uma translação de um espelho plano (isto é, o afastamos ou o aproximamos mantendo-o paralelo ao original) verificamos que a forma da imagem é preservada.

10: Rotação de um espelho plano

Consideremos um espelho plano que experimenta uma rotação de um ângulo, por uma das suas extremidades. O que acontece nesse caso com a imagem de um ponto P. Claramente ela muda da posição P' de para P". A questão que se coloca é de que quanto ela se deslocou.

11: Sistemas de espelhos planos

Às vezes empregamos um sistema de espelhos. Alguns arranjos produzem efeitos deveras interessantes. Com eles podemos obter muitas imagens de um objeto, simulando situações deveras impressionantes. Outras vezes estamos apenas interessados em construir sistemas ópticos simples.

12: No cotidiano

Exemplos: 1. Reflexão em superfícies polidas, 2. Reflexão numa superfície calde de um lago, 3. Espelhos para simular espaços amplo, 4. Periscópio, 5. Imagens à janela.

13: Demonstrações

Exemplos: 1. Espelho pequeno 2. Espelho na parede 3. Espelho plano 4. Conjunto de espelho

14: Experimentação

Exemplo: Construa um caleidoscópio

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados