Efisica

Prisma Ótico e Lâmina de faces Paralelas

1: Introdução

O prisma óptico se constitui num dispositivo simples e que encontra um número muito grande de aplicações em sistemas ópticos.

2: Desvio angular - Δ

Define-se o desvio angular como o ângulo associado ao desvio da luz do seu trajeto quando da incidência no prisma.

3: Desvio angular mínimo

À medida que aumentarmos o ângulo de incidência vamos verificar que o desvio angular tende a se reduzir. No entanto, essa redução atinge um valor mínimo. Este é o desvio angular mínimo.

4: Prismas de reflexão total

A vantagem dos prismas de reflexão total é que podemos dispor deles para efetuar desvios bastante simples e convenientes.

5: Dispersão da luz e os prismas

A luz solar é composta por fótons dos mais variados comprimentos de onda. A luz composta por fótons de apenas um comprimento de onda, damos o nome de luz monocromática. A luz solar é, portanto, uma luz policromática.

6: A lâmina de faces paralelas

A lâmina de faces paralelas é um dispositivo muito útil, pois ele permite fazer com que a luz seja desviada sem, no entanto, alterar sua direção de propagação. Há apenas um desvio lateral.

7: Fenômenos naturais associados à refração

Existem muitos fenômenos naturais os quais estão intimamente associados à refração da luz. Exemplo: O arco-íris

Ótica (Básico)

Seção 7: Prisma Ótico e Lâmina de faces Paralelas

Tags

basico, otica, prisma

Recursos Relacionados

Contato

Outras Seções

anterior | próximo

  1. Luz
  2. Fótons
  3. Ótica Geométrica
  4. Reflexão
  5. Espelhos esféricos
  6. Refração da luz
  7. Prisma Ótico e Lâmina de faces Paralelas
  8. Lentes
  9. Instrumentos Óticos
  10. Ótica da Visão

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados