Efisica

Quantidade de movimento

 

Qualquer pessoa sabe que uma trombada de um carro com outro praticamente igual e em velocidades semelhantes é menos grave do que uma trombada com um caminhão pesado. A trombada com um caminhão pesado envolve mais força, mais energia. Agora, no caso de os dois carros terem o mesmo tamanho, se um dos carros estiver em velocidade muito maior, o desastre pode ser tão grave quanto na trombada com um caminhão pesado. Portanto, a velocidade e a massa devem ser consideradas ao analisar um choque.

Define-se a quantidade de movimento (p) como o produto da velocidade de uma partícula pela sua massa

A relevância dessa grandeza física (a quantidade de movimento) foi percebida e, conseqüentemente, introduzida por Newton.
A quantidade de movimento é uma grandeza fundamental na Física. Com o advento da Teoria da Relatividade de Einstein, demo-nos conta de que ela é mais do que uma mera definição.

À primeira vista pode parecer ao leitor que quantidade de movimento (ou momento linear) é apenas mais uma definição. Para que assim não se pense, queremos lembrar que, na Física Moderna, quantidade de movimento é mais fundamental do que parece à primeira vista. Por exemplo, na Física Moderna, faz sentido falar em quantidade de movimento mesmo para partículas de massa zero, como o fóton. (Nesse caso, obviamente, não se adota a definição .)

Utilizando-se a quantidade de movimento, a Lei de Newton assume a forma

ou seja, a força é igual à taxa de variação da quantidade de movimento.

Podemos, portanto, afirmar, de uma forma absolutamente geral, que forças são responsáveis pela variação da quantidade de movimento.


 

 

Mecânica (Básico)

Seção 23 : Conservação da Quantidade de Movimento, Colisões

  1. Quantidade de movimento
  2. Grandeza vetorial
  3. Movimento dos foguetes
  4. Cotidiano
  5. Exercícios Propostos
  6. Experimentação

Seção anterior | próxima Seção

Sobre esta Página

Autores:

  • Gil da Costa Marques
  • Nobuko Ueta

Modificado: 2007-05-24

Tags

Recursos Relacionados

Contato

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados