Efisica

Sistemas de muitas partículas

 

Para um sistema contendo um número muito grande de partículas n, com quantidades de movimento , continua valendo o resultado discutido para uma só partícula, ou seja, a quantidade de movimento total

é tal que sua taxa de variação com o tempo é dada pela soma das forças externas aplicadas ao sistema todo, ou seja,

Isto acontece, novamente, porque as forças internas (aquelas que envolvem só a interação de uma partícula com as demais) se anulam aos pares. Isto (a anulação) se deve à 3ª Lei de Newton .
Na ausência de forças externas, a quantidade de movimento total é conservada.

Esse vetor constante (por ser uma grandeza vetorial) é tal que cada uma das componentes tem um valor constante. Isto é, por exemplo, para um sistema de coordenadas cartesianas no plano vale:

O fato de a quantidade de movimento ser conservada significa que, para quaisquer valores tanto de t1 como de t2, devemos ter:

 

 

Mecânica (Básico)

Seção 24 : Centro de Gravidade

  1. Introdução
  2. Sistemas de muitas partículas
  3. Centro de massa e seu movimento
  4. Centro de gravidade
  5. Equilíbrio no cotidiano
  6. Exercícios Propostos
  7. Experimentação

Seção anterior | próxima Seção

Sobre esta Página

Autores:

  • Gil da Costa Marques
  • Nobuko Ueta

Modificado: 2007-06-19

Tags

Recursos Relacionados

Contato

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados