Efisica

Efeito Peltier

 

 

Suponhamos um par termoelétrico formado por dois metais de naturezas diferentes, a e b, ligados a um gerador G de-modo a formar um circuito fechado (fig. 157). A experiência mostra que, quando passa corrente pelo par, a junção dos metais sofre aumento de temperatura quando a corrente passa num certo sentido, e diminuição de temperatura, quando a corrente passa em sentido oposto. Esse fenômeno é chamado efeito Peltier.

circuito fechado efeito Peltier

Figura 157efeito Peltier

O sentido em que a corrente deve passar para produzir aumento de temperatura na junção depende do par considerado. Assim, num par formado por uma barra de bismuto e uma de antimônio, quando a corrente passa do antimônio para o bismuto há elevação de temperatura da junção; quando passa do bismuto para o antimônio há queda de temperatura na junção.

 

Demonstração experimental

 

Com duas barras de antimônio, Sb, e uma de bismuto, Bi, formam-se dois pares termoelétricos: coloca-se a barra de bismuto no meio e uma de antimônio de cada lado (fig. 158).

efeito Peltier

Figura 158

As uniões e ficam situadas em dois globos de vidro iguais e que estão unidos por um tubo em U. Nesse tubo se coloca um líquido qualquer. Quando o ar tem igual temperatura nos dois globos, também tem a mesma pressão, e o líquido tem o mesmo nível nos dois ramos.

Depois se ligam as extremidades do antimônio aos polos de um gerador G de maneira que passe corrente no sentido indicado na figura. Observa-se então que o líquido desce no ramo esquerdo e sobe no direito. Isso porque aumentou a pressão do ar no globo esquerdo, o que indica que houve aumento de temperatura em ; e diminuiu a pressão do ar no globo direito, o que indica que baixou temperatura em . A figura 159 é uma fotografia do aparelho que acabamos de descrever.

A figura 159 é uma fotografia do aparelho que acabamos de descrever.

 

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados