Efisica

Nota Histórica

 


A descoberta das ondas eletromagnéticas foi, sem dúvida, o mais belo acontecimento da história da Física. O inglês James Clerk Maxwell, (1831 – 1879), percebeu que Faraday tinha sido o primeiro homem a compreender corretamente os fenômenos elétricos e magnéticos. Mas o longo trabalho de Faraday tinha sido exclusivamente experimental. Jamais êle se preocupara em colocar em forma matemática os fenômenos que observava. Maxwell então, se propôs a completar a obra de Faraday, e expor matematicamente os conhecimentos de eletricidade e magnetismo da época. Êle reuniu suas conclusões num Tratado de Eletricidade e Magnetismo, publicado em 1873. Êsse livro, além de resumir tudo o que se conhecia sobre o assunto, marcou uma época na história da Eletricidade, porque fixou um verdadeiro método de analisar matematicamente os fenômenos elétricos e magnéticos. Desenvolvendo as idéias de Faraday a respeito de dielétricos e de campos, Maxwell, em 1865, concluiu, exclusivamente por cálculos, que deveriam existir as ondas eletromagnéticas. E concluiu mais que a luz deveria ser onda eletromagnética. A conclusão de Maxwell era muito arrojada. A custo, suas idéias foram sendo aceitas, mesmo pelos grandes físicos da época. Tanto que, em 1867, a Academia de Ciências de Berlim ofereceu um prêmio a quem conseguisse demonstrar experimentalmente que as ondas eletromagnéticas existem. Doze anos mais tarde, em 1879, o físico alemão Heinrich Hertz conseguiu prová-lo, com o oscilador descrito no "Oscilador de Hertz".

 


 

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados