Efisica

Auto indução ou self-indução

 


Quando uma corrente i passa por um condutor ela produz um campo magnético. O condutor fica situado dentro desse campo magnético produzido pela sua própria corrente. Esse campo produz no próprio condutor um fluxo (fig. 319). Se a corrente i for variável, o seu campo também será variável e o fluxo será variável. E o condutor, sendo atravessado por um fluxo variável, sofre indução eletromagnética: isto é, como consequência do fato de a corrente i ser variável aparece no condutor uma corrente induzida. Esse fenômeno é chamado auto-indução, ou self-indução.

Auto indução

Figura 319

Portanto, auto-indução é o fenômeno pelo qual um condutor produz indução eletromagnética em si mesmo quando é percorrido por uma corrente variável.

A auto-indução é muito intensa nas bobinas, porque como elas possuem muitas espiras, o fenômeno se dá em todas as espiras e é mais intenso do que numa espira só.

 

Indutância, ou coeficiente de auto-indução, ou coeficiente de self-indução

 

A corrente primitiva i produz um campo de indução magnética B proporcional a i. O fluxo é proporcional a B. Logo, o fluxo é proporcional a i, isto é:

onde L é uma constante. Essa constante L é chamada indutância, ou coeficiente de auto-indução. Esse coeficiente depende da forma geométrica e das dimensões do circuito.


Abertura e fechamento de circuito com indutância

 

Quando fechamos um circuito que tem coeficiente de auto-indução elevado, como uma bobina, a corrente não passa instantaneamente do valor zero para o valor normal.

Durante um tempo ela aumenta gradativamente a partir de zero, até atingir o valor constante I, como indica a figura 320 . Durante esse tempo em que a corrente está aumendo, portanto, variando, ela produz auto-indução no circuito.



Figura 320

Analogamente, quando se desliga o circuito, a corrente não cai instantaneamente a zero, mas diminui gradativamente como indica o gráfico da figura 321. Durante o tempo em que a corrente está diminuindo, e, portanto, variando, ela produz auto-indução no circuito. Essa corrente de auto-indução na abertura de um circuito pode atingir valores elevados. É por causa disso que quando se abre a chave para desligar um circuito podem saltar faíscas grandes na chave, mesmo que a corrente de funcionamento normal do circuito não seja grande; basta que o circuito tenha grande coeficiente de auto-indução. A figura 321 é um gráfico da corrente em função do tempo mostrando o valor da corrente antes de se abrir o circuito (constante), ao se abrir o circuito sem auto-indução (sem bobina), e ao se abrir o circuito com auto-indução, isto é,com bobina. Neste último caso, a corrente cresce e depois diminui.



Figura 321

Indução

 

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados