Efisica

Reostatos

 

Reostatos são resistências variáveis. Podem ser de dois tipos: de resistência variável continuamente e de resistência variável descontinuamente.

O reostato de resistência variável continuamente baseia-se no fato de a resistência de um condutor ser diretamente proporcional ao seu comprimento. O reostato é um simples fio metálico AB tal que se pode colocar no circuito o fio todo, ou uma parte dele.

Para realizarmos comodamente essa operação, o reostato possui um cursor C (fig.128). O circuito é ligado a uma extremidade fixa A do condutor e ao cursor C. Desse modo a corrente percorre sempre a parte AC do reostato. A resistência dessa parte AC varia com o comprimento AC. Mudando-se o cursor para uma posição tal que seja maior que AC, coloca-se no circuito uma resistência maior. Mudando-se o cursor para tal que seja menor que AC, coloca-se no circuito uma resistência menor. Em particular, quando o cursor está em B, a resistência de todo o reostato está no circuito; quando ele está em A, o reostato está fora de circuito.
resistências variáveis

Figura 128

Como esses fios tem vários metros de comprimento, eles são enrolados ao redor de um tubo isolante, para economia de espaço (fig.129).

resistência enrolada em um tubo isolante

Figura 129

Quando se usa um reostato, não se sabe exatamente qual a resistência que está sendo colocada no circuito. Só se sabe o máximo que se pode colocar, por exemplo , , , etc.. A figura 130 é a fotografia de um reostato.

 

 

Reostato de variação contínua

 

É constituído de várias resistências, , , , ligados em série, e mais uma haste metálica a, como indica a figura 131. Uma extremidade do circuito é ligada-ao ponto A, a outra ao ponto E. Colocando-se a haste a na posição AR a corrente não passa pelo reostato. Na posição BE, a corrente passa só pela resistência ; na posição CE a corrente passa pelas resistências e que estão em série; então fica intercalada no circuito a resistência . Na posição DE é intercalada no circuito a resistência . Esse reostato é de variação descontínua porque a resistência só pode variar de um dos valores ou .
fotografia de um reostato

Figura 130
Reostato de variação contínua

Figura 131

Os reostatos são representados esquematicamente como indica a figura 132 a) ou b).

representação esquemática  do reostato

Figura 132

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados