Efisica

Distribuição da densidade elétrica superficial

 


Em geral, os corpos não são uniformemente eletrizados: a densidade elétrica varia de ponto para ponto. A densidade elétrica é maior nas regiões de menor raio de curvatura, isto é, nas regiões mais curvas. Um corpo como o da figura 30, por exemplo, tem densidade elétrica maior na região AB do que em CD, porque AB tem a curva mais acentuada que CD.
densidade elétrica maior na região AB do que em CD devido a curva acentuada

Figura 30

Como uma esfera tem raio de curvatura constante, ela é sempre uniformemente eletrizada. A figura 31 mostra, com uma linha pontilhada, a distribuição da densidade elétrica em uma esfera (a), um cilindro (b), um ovoide (c) e um disco (d).

a linha pontilhada mostra a distribuição da densidade elétrica

Figura 31

O leitor pode observar muito facilmente o que acabamos de escrever. Na máquina eletrostática da figura abaixo substitua um dos cilindros, C por exemplo, por um corpo metálico que tenha curvaturas diferentes, por exemplo um bule, ou uma chaleira, e retire as esferas A e B. Gire o disco e encoste o botão do eletroscópio em regiões diferentes do bule. Verá que nas regiões mais curvas as folhas do eletroscópio divergem mais, indicando que nessas regiões há mais carga.

 

 

 

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados