Efisica

O fenômeno de indução magnética

 


No tópico "Imãs Naturais e Artificiais" , vimos que a indução magnética é o fenômeno pelo qual um corpo se imanta quando é colocado perto de um ímã já existente. O corpo que já estava imantado é chamado indutor. O corpo que se imanta por indução é chamado induzido. Chama-se material magnético àquele que é capaz de se imantar.

Suponhamos que um indutor produza um campo magnético . Colocando nesse campo uma barra de um material magnético, essa barra se imantará: aparecerão nela os polos e .

De acordo com o material magnético de que é feito o induzido, podem acontecer dois casos quanto à posição dos polos induzidos e .

1º Caso

 

Suponhamos que seja colocada no campo indutor uma barra de ferro ou de alumínio ou chumbo, por exemplo. Nessas substâncias, o polo sul induzido aparece do lado do polo norte indutor, e o polo norte induzido aparece do lado do polo sul indutor, como indica a figura 251.



Figura 251

Sabemos que a intensidade de imantação de um ímã tem sempre o sentido do polo sul para o polo norte (veja o tópico "Imantação ou Intensidade de Imantação ou Intensidade de Magnetização"); a intensidade de imantação do induzido tem o sentido . Então neste primeiro caso, a intensidade de imantação do induzido tem o mesmo sentido que o campo indutor .

2º Caso

 

Imaginemos colocada no campo indutor uma barra de cobre, bismuto, ou grafite, por exemplo. Nessas substâncias, o polo sul induzido aparece do lado do polo sul indutor, e o polo norte induzido aparece do lado do polo norte indutor como indica a figura 252. Neste caso, a intensidade de imantação do induzido tem sentido oposto ao do campo indutor.



Figura 252

Estas relações, entre os sentidos de e o de indutor, são muito importantes.

 

 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados