Efisica

Sentido do vetor campo magnético

 

Analogamente ao caso de campo magnético criado por um ímã, quando o campo magnético é criado por corrente elétrica podemos determinar o módulo, a direção e o sentido do vetor campo, , em um ponto. O cálculo do módulo será dado no parágrafo seguinte. Vejamos a direção e o sentido. Sabemos que, quando uma massa magnética norte é colocada em um campo magnético, o sentido da força que atua nessa massa é o próprio sentido do campo (fig. 266-a); e, quando uma massa magnética sul é colocada num campo magnético, o sentido da força que atua é oposto ao sentido do campo (fig. 266-b).



Figura 266

Concluímos que regra prática para sabermos o sentido do campo magnético em um ponto é verificarmos o sentido em que se desloca uma massa magnética norte colocada nesse ponto. Entre as diversas regras práticas existentes para assinalar esse sentido, existem a do observador de Ampère, a do saca-rolhas, de Maxwell, e a da mão direita.

 

a. Regra do observador, de ampère

 

Imaginemos um observador olhando para um ponto A, colocado paralelamente à corrente, de tal maneira que a corrente entre pelos pés e saia pela cabeça. Um polo norte, colocado nesse ponto A, gira para a esquerda do observador. Esse é o sentido do campo no ponto A (fig. 267).

Regra do observador, de ampère

Figura 267

 

b. Regra do saca-rolhas, de Maxwell

 

Pode ser aplicada de duas maneiras:

1a) Se o condutor é retilíneo, imagine o saca-rolhas avançando no sentido da corrente e com a ponta do cabo num ponto A ; o sentido de rotação do cabo é o sentido do campo no ponto A (fig. 268-a).

2a) Se o condutor é curvo, por exemplo circular, imagine o saca-rolhas girando no sentido da corrente; então ele avança no sentido do campo (fig. 268-b).

Regra do saca-rolhas, de Maxwell

Figura 268

 

c. Regra da mão direita

 

Também pode ser aplicada de dois modos:

1a) Se o condutor é retilíneo, imagine o polegar da mão direita esticado e apontando no sentido da corrente, e os outros quatro dedos fechados sobre o condutor. Então esses quatro dedos acompanham o sentido do campo (fig. 269).

Regra da mão direita

Figura 269
2a) Se o condutor é curvilíneo, imagine os quatro dedos da mão direita acompanhando o sentido da corrente; então o polegar esticado indica o sentido do campo.

Regra da mão direita


 

© 2007 - Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada. Todos os direitos reservados